Publicado em 22/10/2021

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Coordenadoria Suficientes em Deus realiza reunião sobre Inclusão e Acessibilidade da pessoa com deficiência na Igreja

A Coordenadoria de Inclusão e Acessibilidade - Suficientes em Deus, realizou na quinta-feira, dia 14 de outubro, a reunião nacional de Inclusão e Acessibilidade, com a participação da pastora e cantora paraense Cleide Duarte. Foi uma noite repleta de unção e aprendizado. O encontro aconteceu através da plataforma do Zoom e o tema foi o protagonismo das pessoas com deficiência e da comunidade surda no ministério Quadrangular pelo Brasil.

Na oportunidade também foi falado sobre as ferramentas para inclusão nas igrejas e sobre o direito da pessoa com deficiência a sua religiosidade, tema ministrado pela advogada e líder com deficiência, Alessandra Goetz.

A Coordenadora Nacional de Inclusão e Acessibilidade, Liriane Costa Luiz, iniciou a reunião fazendo uma oração e em seguida a pastora Cleide Duarte ministrou louvores que encheram a todos com muita alegria. A primeira palavra ministrada na noite foi lida pelo diácono e líder com deficiência da 3ª Igreja do Evangelho Quadrangular, de Curitiba, João Melo Júnior. Ele escolheu o Salmo 126, versículo 3: “Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres”.

Dando continuidade à programação a Coordenadora de Inclusão e Acessibilidade do estado do Pará, Josi Lima fez uma apresentação sobre as ações desenvolvidas no estado e deu seu testemunho pessoal com relação ao ministério. A coordenadora que tem um filho autista contou que inclusão e acessibilidade foi o tema do seu TCC (trabalho de conclusão de curso) no Seminário de Teologia do ITQ - Instituto Teológico Quadrangular onde teve êxito e, hoje, consegue desenvolver com excelência um trabalho de inclusão no seu estado. “Nós como igreja precisamos entender que a inclusão não é uma opção, mas uma missão”, disse.

A discussão ainda contou com a participação da advogada, Alessandra Goetz, de Cambui, Santa Catarina que falou sobre o Direito Humano sobre a religiosidade. Ela fez um apanhado histórico e explicou a todos que todos têm o direito de exercer sua religiosidade e para isso é necessário que todos tenham condições para tal. “É direito da pessoa com deficiência ter um relacionamento com Deus e acessibilidade”, afirmou.

Ainda na ocasião a pastora Liriane, destacou as ferramentas de acessibilidade para o trabalho com pessoas com deficiência e surdos nas igrejas locais. Segundo ela são mais de 100 ferramentas que estão disponíveis em um manual de trabalho do ministério que, pode ser solicitado por qualquer pessoa à coordenadoria Nacional de acessibilidade. “Segundo estatísticas hoje o Brasil possui quase 18 milhões de pessoas com deficiência (PCD) por isso é muito importante que as igrejas se disponham em com amor e responsabilidade a abraçar este ministério”, ressaltou. A coordenadora também falou sobre o primeiro e histórico Congresso Nacional de Inclusão e Acessibilidade que acontecerá no dia 03 de dezembro (dia da pessoa com deficiência) em nossa igreja mundialmente.

Para finalizar o encontro a interprete de libras Jeniffer Késsia, da IEQ Sede em Maceió, capital do estado de Alagoas, contou um lindo e emocionante testemunho sobre seu ministério e ainda falou sobre o trabalho que desenvolve participando do ministério ‘Graça e Poder das Mãos’. Ela contou que o grupo foi criado há 14 anos pela sua mãe para que a irmã fosse alcançada pelo evangelho de Cristo e, hoje, tem o objetivo de cada vez mais alcançar pessoas para Cristo através da Língua Brasileira de Sinais . “Deus nos incumbiu com a missão do Ide e nós devemos pregar a todos o evangelho”, destacou.

O encontro foi uma benção e ainda contou com a participação das interpretes de libras Eduarda Casburgo, Simone Francoso e Jeniffer Késsia durante toda a reunião. Confira a Live da Cordenadoria Nacional de Inclusão e Acessibilidade no canal oficial da IEQ no YouTube. Assista!

Abrace este lindo ministério e invista em acessibilidade em sua igreja local.