Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 06/06/2019

Fique por dentro

30 cristãos são presos na Eritreia e só podem ser liberados se “negarem sua fé”

Mais de 30 membros de igrejas pentecostais foram presos pela polícia da Eritreia, que tem reforçado a repressão aos cristãos.


Imagem ilustrativa. Mais de 30 cristãos foram presos na Eritreia. (Foto: Portas Abertas)


A repressão aos cristãos na Eritreia continua. De acordo com a organização Portas Abertas, mais de 30 membros de igrejas pentecostais foram presos pelas forças de segurança do país nos últimos dias.


O caso acontece em sequência da prisão de 141 cristãos, a maioria mulheres, na capital do país, Asmara, em maio.


Segundo o relatório mais recente divulgado pela organização, a polícia deteve mais de 30 cristãos em três lugares diferentes. As pessoas detidas só poderão ser liberadas se negarem sua fé em Jesus.


“Policiais estão realizando incursões contínuas nas residências particulares onde devotos de religiões não reconhecidas [pelo governo], especialmente cristãos pentecostais, se reúnem para orações em grupo”, disse o relatório. “Eles só são libertados se negarem a fé”.


O relatório também informa que as autoridades da Eritreia estão exigindo o “controle total” de todas as organizações religiosas, como escolas particulares, clínicas médicas e orfanatos.


Cerca de 66% de todos os eritreus vivem abaixo da linha da pobreza; e há uma permanente falta de recursos e programas de ajuda humanitária.


A Coreia do Norte da África

O complexo sistema prisional da Eritreia é conhecido por sua brutalidade, incluindo detentos dentro de contêineres de metal nas calorosas condições climáticas do país.


Desde 1993, o presidente da Eritreia, Isaias Afwerki, está a frente de um regime autoritário e brutal que repousa sobre violações dos direitos humanos. Conhecida como a “Coreia do Norte da África”, o país está há anos entre os dez que mais perseguem cristãos no mundo; este ano está em 7º lugar.

Guiame