Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 01/04/2019

Fique por dentro

Adolescente é curado de doença rara ao ouvir testemunho de caso igual ao seu

O caso está em um relatório médico que descreve a nova condição física do rapaz como “difícil de explicar” cientificamente.


Foto ilustrativa. (Foto: Jack Sharp/Unsplash)


Um casal cessacionista – que acreditava que Deus realizou milagres no Antigo e no Novo Testamento, mas não estava convencido de que Ele fizesse o mesmo nos dias atuais – experimentou um grande milagre na vida do filho, que foi curado após 16 anos de rara enfermidade de nascença.


Com apenas uma semana de vida, a criança que tiveram foi levada às pressas para o hospital. O menino estava vomitando muito e lutando para digerir o leite. Em pouco tempo, os médicos diagnosticaram gastroparesia, uma doença rara em que o estômago não pode esvaziar-se corretamente do seu conteúdo.


O bebê, cujo nome não foi divulgado, foi submetido a uma série de procedimentos cirúrgicos, todos destinados a tratar seus sintomas e mantê-lo o melhor possível. O caso faz parte de um Relatório de Terapias Complementares em Medicina que estuda o poder da oração na cura de doenças.


Após a criança ser submetida a alguns procedimentos, inclusive criando uma abertura através da pele na parte frontal do abdômen do menino para passar um tubo de alimentação, ela passou a viver uma vida relativamente normal, porém com todo o incômodo de ter um tubo fora em seu abdômen, o que durou 16 anos, até que tudo mudou.


Vida de oração

Nascido e crescido em um lar cristão, o adolescente tinha uma vida de oração ativa e participava de atividades da igreja toda semana. Um dia o rapaz e sua família foram a um culto de oração, em uma igreja pentecostal liderada por um pregador conhecido como sendo “evangelista de cura”.


O evangelista testemunhou sua cura milagrosa depois de ter seus intestinos cortados em um grave acidente após ter sido atingido por um caminhão. Ele teve as mesmas consequências intestinais e gástricas que o adolescente vivia desde que nasceu.


Enquanto ouvia o testemunho de cura daquele evangelista, o adolescente conta que começou a sentir algo diferente em seu corpo. Em seguida foi feita uma oração por cura dos enfermos.


“Durante a oração, senti um choque elétrico que começou no meu ombro direito, percorrendo meu estômago. Esse foi o momento em que soube que tinha sido tocado pelo Espírito Santo”, disse.


O jovem relata que desde que foi curado passou a ter mais energia do que em qualquer fase de sua vida e também começou a fazer coisas que antes não podia. “Para mim foi uma nova aventura começar a experimentar todos os diferentes tipos de alimentos”, relata.


Aquele rapaz, que ficou 16 anos dependente de tubos de alimentação e não podia comer qualquer nenhuma alimentação oral, foi totalmente curado. Tudo aconteceu depois daquele culto de oração, onde sua vida mudou completamente.


Comprovação científica

O caso do jovem está em novo estudo de caso científico que revela o papel da oração na milagrosa cura de pacientes.


Em um relatório médico está descrito que “sua intolerância à alimentação oral foi completamente resolvida” após a participação do jovem em um culto de oração.


O médico do menino descreveu a incrível mudança como “difícil de explicar” e recomendou a remoção dos tubos de alimentação, desde que ele não apresentasse nenhum problema depois de três meses.


Hoje com 23 anos de idade, o rapaz não usa nenhum tubo em seu abdômen e nunca mais apresentou sintomas como os que sentia antes do culto de oração de novembro de 2011.


Os médicos simplesmente não conseguiram determinar a cura da criança para o chamado “efeito placebo”, que foi definido no estudo como “a mudança física que ocorre como resultado do que acreditamos”, que pode acontecer por meio de algum remédio ou um procedimento. Mas o jovem não passou por nada disso, apenas oração.


Os autores do estudo médico dizem que “a resolução completa dos sintomas de gastroparesia grave (ou seja, dependência de tubos de alimentação) não é conhecida por ocorrer espontaneamente, e estudos de placebos mostraram apenas resolução parcial dos sintomas na melhor das hipóteses”.


Este estudo de caso deixou muitas perguntas sem resposta e apresentou novas perguntas. Mas uma coisa ficou clara: a oração realmente funciona.


“Uma observação notável”, os pesquisadores explicaram, “é que estudos mostrando efeitos positivos da oração envolveram intercessores que professavam ser cristãos nascidos de novo (com um compromisso com a oração devocional diária e comunhão ativa com a igreja local) ou com fé para a cura.”

Guiame