Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 15/02/2019

Fique por dentro

Roteirista fala sobre batalha para manter Jesus no centro do filme “Run the Race”

Jake McEntire explicou que estava determinado a proteger a mensagem cristã do filme.


Jake McEntire (1º à esquerda), Frances Fisher, Tanner Stine e Evan Hofer em “Run the Race” (Foto: Divulgação)


Jake McEntire é o roteirista de “Run the Race”, o próximo filme baseado na fé produzido por Hollywood e que será lançado neste mês de fevereiro nos EUA. O filme narra a vida dos irmãos Dave e Zach Truett, interpretados pelos atores Evan Hofer e Tanner Stine.


Um irmão, Dave, se apega à fé em Jesus enquanto Zach se esforça para acreditar em Deus. Juntos, os dois atletas do ensino médio têm profundas experiências de fé enquanto aprendem a lidar com a perda dolorosa de sua mãe e o alcoolismo de seu pai.


Jake diz que Jesus é o centro da história que foi construída durante 15 anos, e foi iniciada em 2004, quando estudava na Universidade Batista de Dallas. Ele conta que, apesar de Jesus ser o centro da narrativa, ele teve que lutar muito com os produtores de Hollywood para manter Jesus como principal personagem da história.


Batalha vencida, o filme coloca Jesus na frente e no centro, exatamente como McEntire queria. Mas ele teve que lutar por isso.


“Havia uma razão pela qual eu queria que Jesus fosse o herói da história - há redenção no filme, mas eu não queria que tudo desse certo”, explicou McEntire, “porque essa não é a vida normal em que vivemos. Essa não é a vida cristã, nem é a vida”.


Ao longo do filme, os irmãos Dave e Zach Truett enfrentam circunstâncias aparentemente intransponíveis e um inacreditável desgosto, às vezes até questionando como Deus poderia permitir tal desespero. À medida que a história evolui, porém, o fio da fé nunca se desfaz.


McEntire explica que o filme não é uma historia clichê e não exibe uma vida de fantasia, porque isso não é o que a fé cristã promete. Nem tudo funciona como Zach acredita que deveria, mas ainda está bem porque “ele tem paz e alegria” por causa da fé.


“Eu queria mostrar onde Jesus vence não importa o que aconteça”, disse o roteirista. “O evangelho ainda vence”.


Jesus no centro da história

O escritor de Hollywood, que estrelou o filme “Asa Vermelha”, de 2013, disse à Faithwire que era “muito difícil” manter elementos cristãos tão fortes no filme, admitindo que havia “muitas discussões às vezes”.


McEntire disse que ele teve uma série de grandes conversas sobre o roteiro, que variavam entre frases como “se render a Jesus” e se o nome “Jesus” deveria ser expresso pelos personagens. Então, ele tinha que defender suas ideias.


Do ponto de vista criativo, McEntire disse que estava feliz em entrar no processo com a mente aberta, pronto e disposto a fazer concessões para criar um filme melhor. No entanto, McEntire explicou que estava determinado a proteger a mensagem cristã da história.


“Há pilares do tamanho de Sansão neste filme que Deus colocou no meu coração que estava disposto a lutar por eles até a morte”, disse McEntire, “porque eu realmente senti que sem eles não seria tão impactante.”


“Run the Race” estreia nos cinemas americanos em 22 de fevereiro.

Guiame