Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 30/11/2017

Fique por dentro

Jogadores montam igreja e fazem cultos nos treinos: “Isso é viver para o Senhor”

O time de futebol americano Philadelphia Eagles não é conhecido apenas por seu rendimento em campo, mas também pela fé de seus jogadores.


Steve Smith orando com jogadores da Philadelphia Eagles em Baltimore, Maryland. (Foto: Patrick Smith/Getty Images)

O time de futebol americano Philadelphia Eagles não é conhecido apenas por seu rendimento em campo, mas também pela fé de seus jogadores.

Como a maioria dos domingos durante a temporada de futebol são ocupados, os Eagles contam com uma capela nas instalações da equipe, onde são realizados cultos e estudos bíblicos semanais para atletas e familiares.

“Toda segunda-feira à noite, temos um estudo bíblico de casais. Nós temos um estudo bíblico da equipe de quinta-feira. E nas noites de sábado, nos reunimos na noite anterior ao jogo, oramos e conversamos sobre a Palavra”, disse o quarterback Carson Wentz. “Ter isso em uma instalação da NFL como essa, é realmente especial”.

Junto com Torrey Smith e Chris Maragos, Wentz é um dos líderes do time quando o assunto é fé. Os três estão muito orgulhosos por verem seus companheiros amadurecendo não apenas como atletas, mas como homens.

“Eu acho que estamos sempre desafiando uns aos outros para não perder de vista uma imagem maior. Ganha, perdas, altos, baixos, tudo o que vem com este jogo, é muito fácil tirar a sua mente e seus olhos do prêmio final, e isso é viver para o Senhor”, conta Wentz .

“Como homem, você tende a se proteger. Se eu estiver passando por alguma coisa, eu não posso expressar para outro homem”, acrescentou Smith. “Quando você consegue falar sobre isso entre seus irmãos, entre sua família, isso ajuda você a crescer. E quando você percebe que pode aplicar princípios bíblicos, isso ajuda todos a crescerem juntos”.

Reconhecendo que a evangelização pode causar algumas divisões, Wentz deixou claro que seu objetivo nunca foi converter as pessoas em sua fé, mas sim criar um ambiente de amor e respeito.

“Eu vou ser autêntico com crentes e não-crentes, não importa. Eu vou tratar todos iguais. Eu vou respeitar a todos”, disse ele. “Ao mesmo tempo, como líder do time de futebol, vou liderar todos. Quando você tem esse respeito mútuo, o ambiente se torna mais saudável”.

Seguindo a mesma linha de pensamento, Maragos disse que a unidade da equipe, dentro como fora de campo, é a coisa mais importante. “Queremos estar unidos. Queremos nos apoiar uns aos outros nas dificuldades fora do campo e dentro do campo”, ressalta.

guiame.com.br