Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 27/11/2017

Fique por dentro

Neurologista diz que ser grato a Deus faz bem ao cérebro: “Provoca mudanças no corpo”

Segundo o neurologista David Perlmutter, ser grato a Deus pode fortalecer o cérebro e diminuir o estresse.


A gratidão é agradável não somente a Deus, mas também à saúde do corpo.

Especialistas garantem: a gratidão é agradável não somente a Deus, mas também à saúde do corpo. Segundo o neurologista David Perlmutter, ser grato a Deus pode fortalecer o cérebro.

“Estou falando da gratidão em termos de ação”, disse ele em entrevista à CBN News. “A expressão de gratidão ultrapassa os nossos pensamentos. Ela se estende para nossas ações do dia a dia”.

“Nós sabemos que quando participamos de ações que estão em torno da gratidão, o que é certamente nossa nobre obrigação, há mudanças químicas no corpo e no cérebro que são boas para nós”, afirmou o Dr. Perlmutter.

O médico prosseguiu explicando: “Temos redução em vários produtos químicos de estresse que são prejudiciais, como o cortisol, e fomentamos o crescimento de certas áreas do cérebro que aumentam a percepção do mundo como um bom lugar”.

Perlmutter explica que quanto menos enxergamos o mundo de forma positiva, mais o cérebro o encara de maneira negativa. “Portanto, é a prática da oração, da expressão de gratidão e do amor no dia a dia que nos envolve e, por fim, tem uma positividade muito autossuficiente. É bom para o nosso cérebro e para a saúde”.

O especialista ainda enfatizou que ser grato pode provocar um impacto positivo nos relacionamentos. “Ao expressarmos gratidão, mudamos a maneira como vemos o mundo. O mundo parece menos ameaçador. Nos tornamos mais propensos a engajar esses relacionamentos com outras pessoas e sentimos que outras pessoas estão sendo abençoadas”, observa.

guiame.com.br