Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 10/11/2017

Atualidades

Presos fazem rebelião em penitenciária em Cascavel, no Paraná

Pelo menos um detento foi morto no motim.


Penitenciária Estadual de Cascavel, no Paraná.

Uma rebelião iniciada na tarde desta quinta-feira, 9, na Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC), no oeste do Paraná, mantém pelo menos dois agentes penitenciários como reféns nesta sexta-feira, 10. Pelo menos um detento foi morto no motim.

Os presidiários saíram das celas, subiram no telhado e então fizeram três reféns. Um preso teria sido decapitado. Um dos agentes foi liberado às 18h, com ferimentos na cabeça, informou o Sindicato dos Agentes Penitenciários no Paraná (Sindarspen). Ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento na região.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná informou que a rebelião teria sido gerada por disputa entre facções. A secretaria afirma que nem todos os setores da penitenciária foram tomados.

Segundo o Sindaspen, a falta de efetivo é o principal problema das unidades penitenciárias. Segundo o comunicado, a penitenciária de Cascavel tem cerca de mil presos para 40 agentes por plantão. “Um número de 25 presos por trabalhador, quando o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária preconiza que a proporção seja de cinco presos para cada agente”. A estimativa da instituição é de que haja déficit de 1.600 agentes penitenciários no Estado.

Em agosto de 2014, o mesmo presídio foi palco de uma rebelião que durou 45 horas. Na ocasião, pelo menos cinco presos foram assassinados, dois deles tendo sido decapitados. Cerca de 80% da estrutura do estabelecimento foi danificada após aquela rebelião.

Em 2016, o Brasil teve o maior número de mortes violentas de sua história: 61.619. Os dados foram revelados pelo 11º Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O relatório indica que também houve piora em índices de criminalidade, roubo, furto de veículos e estupro.

istoe.com.br