Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 09/08/2017

Atualidades

Número de mortos em terremoto na China sobe para 19; 247 pessoas ficaram feridas

Entre os mortos, pelo menos cinco eram turistas, afirma a agência oficial de notícias da China. Milhares de pessoas foram transferidas para áreas mais seguras.


Equipes de resgate carregam sobrevivente de terremoto na China (Foto: Chengdu Economic Daily/Wang Qin via REUTERS)


Um dos terremotos que atingiu a China nesta terça-feira (8) deixou pelo menos 19 mortos e 247 feridos, de acordo com equipes de socorro que atuam no local, citadas pela Associated Press.


O sismo atingiu uma região montanhosa perto de um parque nacional, uma importante atração turística do país. Após a tragédia, as redes de energia e telefonia pararam de funcionar, complicado os esforços das equipes de resgate, que chegaram a cavar os escombros com as mãos.


Entre os feridos, 40 pessoas estão em estado grave. De acordo com a agência de notícias estatal Xinhua, pelo menos cinco mortos eram turistas. Ainda segundo a Xinhua, mais de 30 mil turistas que visitavam o local foram transferidos para acomodações mais seguras.


A maioria dos mortos e dos feridos foi registrada perto da cidade de Zhangzha, um dos pontos de acesso ao Jiuzhai Valley, parque com cachoeiras e formações rochosas que atrai visitantes da China e do exterior.


O presidente Xi Jinping pediu agilidade nos trabalhos de resgate. A área afetada pelo tremos fica perto do Tibete, onde há muitas aldeias.


O Serviço Geológico dos Estados Unidos informou que o sismo teve uma magnitude de 6.5 graus e foi registrado e uma profundidade de apenas 9 quilômetros. Os terremotos registrados perto da superfície terrestre costumam causar mais danos do que os que ocorrem a uma profundidade maior.


Já na manhã de quarta-feira (9), no horário local, outro forte terremoto sacudiu o país, a cerca de 2.200 quilômetros de Jiuzhaigou. Três pessoas ficaram feridas por conta do desabamento da casa onde viviam, reportou a Xinhua. A zona atingida pelo segundo terremoto, de 6.3 graus, é pouco povoada.



g1.globo.com